Menu

Patrimônio Cultural da Humanidade

Brasília foi inscrita na lista do Patrimônio Mundial em 1987, com base em dois dos critérios definidos pela Convenção do Patrimônio Mundial: (i) obra prima do gênio criativo humano e (iv) conjunto arquitetural que ilustra período significativo da historia humana. A cidade destaca-se, em todo o mundo, pela aplicação dos princípios da Carta de Atenas (1943), integrada a uma estratégia de desenvolvimento e auto-afirmação nacional. Representou, na trajetória da implementação da Convenção, algo totalmente novo, ou seja, a primeira representação do Movimento Moderno no urbanismo e na arquitetura a ser inscrita na Lista da UNESCO. Nessa primeira análise o Prof. Léon Pressouyre, da Sourbonne, ressaltou o valor do plano urbano de Brasília com base na arquitetura moderna. Em 10 de outubro de 1987, o então Governador de Brasília, José Aparecido de Oliveira, por meio do Decreto Nº 10.829, criou legislação específica a fim de atender aos pressupostos do Comitê de Patrimônio Mundial assegurando a preservação do Plano Piloto de Brasília. A iniciativa permitiu que a cidade se tornasse o primeiro núcleo urbano contemporâneo reconhecido pela UNESCO como Patrimônio Cultural da Humanidade.  

O que foi reconhecido afinal?

O Plano Piloto desenhado por Lucio Costa para a cidade de Brasília, por meio da preservação das quatro escalas: ESCALA GREGÁRIA A escala gregária (ou de convívio) situa-se na Plataforma Rodoviária e nos setores de diversões, comerciais, bancários, hoteleiros, médico-hospitalares, de autarquias e de rádio e televisão Norte e Sul. Representada por todos os setores de convergência da população, ela tem como foco central a Plataforma Rodoviária, traço de união da metrópole com as demais cidades do Distrito Federal e do entorno. Mais uma vez, Brasília apresenta a característica receptiva ao destinar local privilegiado para o setor hoteleiro, vizinho tanto aos serviços quanto aos atrativos turísticos. Esta disposição remete aos conceitos observados na Avenida Champs-Élysées, um dos pontos mais famosos de Paris onde é possível unir compras, entretenimento, gastronomia e os equipamentos urbanos.   ESCALA MONUMENTAL “Monumental, não no sentido de ostentação, mas no sentido da expressão palpável, por assim dizer, consciente, daquilo que vale e significa”. (Lucio Costa) Por ter sido criada com a finalidade de abrigar a Capital Federal, estão dispostos, na principal via da cidade, o Eixo Monumental, os prédios públicos do Governo Federal (Leste) e Distrital (Oeste). Trata-se de uma via de 13 quilômetros, com seis faixas de tráfego em cada sentido, tendo ao centro extensos gramados. O Eixo Monumental já foi considerado pelo Guinness Book a avenida mais larga do mundo. À Leste do Eixo Monumental estão dispostos a Catedral Metropolitana de Brasília, a Esplanada dos Ministérios e a Praça dos Três Poderes: Legislativo, Judiciário e Executivo. Ao centro está a Rodoviária do Plano Piloto de Brasília de onde partem os ônibus que circulam no Distrito Federal e Entorno. À Oeste, estão o complexo da Torre de TV, contendo a Fonte Luminosa e a Feira de Artesanato; o Complexo Funarte com salas de apresentação cultural; o Clube do Choro, Planetário e Centro de Convenções Ulysses Guimarães; a Praça do Buriti circundada pelos prédios públicos do Governo do Distrito Federal como o Palácio do Buriti- sede do Governo Distrital, Tribunal de Justiça e o  Ministério Público do Distrito Federal e Territórios, o Tribunal de Contas, Tribunal Regional Eleitoral,  a Câmara Legislativa;  mais acima encontra-se o Memorial dos Povos Indígenas, Memorial JK, Praça do Cruzeiro e Catedral Rainha da Paz. ESCALA RESIDENCIAL Pensada para abrigar o habitante de Brasília possibilitando conforto e praticidade, a Escala Residencial insere um novo conceito de moradia ao ser planejada em Unidades Vizinhanças formadas por quatro Superquadras compostas de edifícios residenciais sobre pilotis, igreja e demais equipamentos de necessidade pública tais como: escola, lojas, posto policial, posto de saúde, ônibus, cinema, parquinhos, clubes recreativos e biblioteca.  Tudo permeado por extensas áreas verdes que conferem a Brasília o caráter de cidade-parque. ESCALA BUCÓLICA Essa escala permeia todas as demais escalas de Lucio Costa, possibilitando o contato com a natureza seja pela contemplação de suas extensas áreas verdes ou do imenso céu em qualquer ponto da cidade. No projeto de Brasília, Lucio Costa leva em consideração a harmonia entre arquitetura e o Cerrado, bioma local caracterizado por vegetação de pequeno e médio porte. Dessa forma, define padrão máximo de altura para as edificações da cidade distintas para cada escala.
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support